Carregando...

Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular - Minas Gerais

Aneurismas

Aneurismas
Denomina-se aneurisma a dilatação anormal de um segmento de uma determinada artéria.

 

De forma simplificada, pode-se dizer que a origem desta dilatação é o enfraquecimento da parede arterial, congênito, como no caso de alguns aneurismas intracranianos, ou secundário a certas doenças, sem dúvida a mais freqüente, a aterosclerose, patologia de elevada incidência na população.
Em princípio, qualquer artéria pode ser acometida, mas é a aorta abdominal, especialmente em seu segmento abaixo das artérias renais, a mais freqüentemente envolvida pelo aneurisma. Uma vez enfraquecida a parede arterial, ela cede à constante pressão pulsátil do sangue em seu interior e se dilata. Essa dilatação aumenta cada vez mais, progredindo inexoravelmente para a rotura da artéria, situação sempre de extrema gravidade, que pode culminar com o óbito do paciente, as vezes até mesmo antes que ele consiga alcançar recursos médicos.
A probabilidade de rotura é diretamente proporcional ao tamanho do aneurisma, mais especificamente ao seu diâmetro. O diagnóstico é possível no mais das vezes apenas pelo exame físico. A simples palpação do trajeto arterial evidencia sua dilatação e expansibilidade. Quando não, exames como a ultra-sonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética ou arteriografia, vão confirmá-lo e possibilitar o planejamento do tratamento.

Para informações mais detalhadas ou específicas procure um especialista.
Fonte: SBACV nacional